Jardim de Aromas

por Daniel Garcia

Quando pensamos em jardim de aromas não precisamos necessariamente remeter nossos pensamentos aos jardins suspensos da Babilônia (imagem 1), onde centenas de plantas faziam parte de um espetáculo da natureza arquitetado pelo homem, mas também podemos pensar em um singelo conjunto de vasos com algumas espécies vegetais (imagem 2). Normalmente, as diversas cores e formas de plantas as tornam um atrativo paisagístico de qualquer ambiente (imagem 3). Além disso, o agradável aroma exalado por muitas delas é talvez uma das características mais sedutoras criadas pela natureza.

Antes de montar um jardim de aromas é preciso fazer um planejamento! Nele deverá conter quais recipientes você utilizará como vaso (ver texto “Veja como é fácil montar sua horta com materiais recicláveis”), escolher as plantas que podem ser cultivadas no ambiente onde você vive, o local mais adequado para cada espécie e as informações agronômicas mais relevantes. A dica é sempre consultar um bom livro que forneça essas informações.

A seguir, elencamos nove plantas aromáticas que normalmente contentam grande parte das pessoas que visitam um jardim de aromas:

1. Manjericão (Ocimum basilicum); 2. Alecrim (Rosmarinus officinalis); 3. Alfazema (Lavandula sp.); 4. Poejo (Mentha pulegium); 5. Tomilho (Thymus vulgaris); 6.  Capim-limão (Cymbopogon citratus); 7. Erva-cidreira (Lippia alba); 8. Cebolinha (Allium fistulosum); 9. Salsinha (Petroselinum crispum).

Para quem possui quintal, pode optar pelo cultivo de mudas diretamente no solo. Quem mora em apartamentos pode montar um jardim de aromas em jardineiras.

É importante ter alguns cuidados diários em relação ao manejo das plantas usadas em jardins de aromas, tais como:

  • Irrigue-as todos os dias ao amanhecer e ao final da tarde com uma pequena quantidade de água. A ideia é manter o solo úmido, mas não encharcado;
  • Jogar água sobre as folhas e flores pode dar condições favoráveis para fungos e bactérias se propagarem. Além disso, jogar água sobre a planta poderá “lavar” a superfície vegetal, normalmente repleta de óleo volátil (ver texto “Manjericão (Ocimum basilicum L.)”), o qual é responsável pelas propriedades medicinais e aromáticas;
  • a adubação pode ser padronizada para todas as plantas com uma camada de 1 cm de terra adubada, a cada 3 meses;
  • o local deve ser abundante em luz solar direta. Para quem vive em apartamentos leia as dicas do texto intitulado “Planeje você mesmo sua horta dentro de casa”.

Os benefícios de ter um jardim de aromas no ambiente em que você vive são dos mais variados, mas sentir o odor das plantas, poder usá-las na culinária,  na medicina caseira, no paisagismo realmente vale pelo trabalho e tempo investido!!!

Slide1

Slide1 Slide1

Tags:, , , ,

About Coletivo Curare

Somos um coletivo multidisciplinar de pesquisadores, nas áreas de biologia, naturologia, farmácia e agronomia, com a missão de difundir o conhecimento científico sobre as plantas medicinais, tóxicas e outros produtos naturais.

2 responses to “Jardim de Aromas”

  1. Raquel Rocha says :

    Nossa artigo maravilhoso! !!
    Daniel Garcia está de Parabéns! Obrigada pelas dicas!

    Abraços
    Raquel

  2. Coletivo Curare says :

    Obrigado Raquel. A ideia é sempre incentivar o contato diário com as plantas. Abraços!!!

Deixar um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: